ADMINISTRAÇÃO

MÁRIO TOMÉ

PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
Licenciado em Gestão, possui uma experiência de mais de 28 anos no sector financeiro.

PEDRO COELHO

VICE-PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
Licenciado em Contabilidade e Economia, reúne uma vasta experiência em Fundos de Investimento Imobiliário.

LUÍSA BORDADO

ADMINISTRADORA
Licenciada em Arquitetura/ Planeamento Regional e Urbano, possui uma vasta experiência em Promoção e Gestão Imobiliária.

LUÍS SOUTO

ADMINISTRADOR
Licenciado em Economia, possui mais de vinte anos de experiência no mercado de fundos de investimento.

PATRÍCIA VASCONCELLOS

ADMINISTRADORA
Licenciada em Direito, exerceu em sociedades de advogados e na Banca. Durante cinco anos, foi Diretora-adjunta da SQUARE A.M.

JORGE PEREIRA

ADMINISTRADOR NÃO-EXECUTIVO
Licenciado em Organização e Gestão de Empresas, tem mais de 36 anos de experiência de gestão na Banca, Fundos de Investimento e Projetos Imobiliários.
Ao longo dos seus 16 anos de sucesso a Square A.M. preserva os mesmo valores desde a sua fundação - independência, segurança e profissionalismo.
MÁRIO JORGE PATRÍCIO TOMÉ

OS FUNDADORES PARTILHAM UM PASSADO DE SUCESSO

Antes de constituírem a SQUARE A.M. os seus fundadores, na sua maioria, integravam a equipa de gestão responsável pelo início de atividade da ESAF – Espírito Santo Ativos Financeiros S.A. (atual GNB – Gestão de Ativos), entidade gestora de fundos de investimento imobiliários, mobiliários, fundos de pensões, gestão de patrimónios e fundos de capital de risco do Grupo Espírito Santo.

Em 1990, quando integraram a sociedade, esta contava apenas com seis pessoas e cinco milhões de euros de ativos sob gestão de um fundo de tesouraria. Após dez anos de atividade e de um histórico de sucesso, o volume total sob gestão da empresa atingiu os oito mil milhões de euros e 100 colaboradores.

Outro dado a destacar neste percurso de sucesso foi o lançamento do fundo de investimento imobiliário em 1992. Após alguns anos, o fundo passou a ser o maior em Portugal, com 40 mil participantes, mil milhões de euros ativos sob gestão, 40% de quota de mercado, e o mais rentável na ótica do participante.

Além-fronteiras, o trabalho desenvolvido tem permitido reforçar e exportar know-how em áreas como a promoção imobiliária e a gestão de fundos de investimento imobiliário.